• Luciana Vieira

VIAGEM À DISNEY - GUIA COMPLETO



Quem não sonha ir para a Disney? Bom, essa é a segunda vez que vou para Orlando, mas acredite, não pude visitar os parques na primeira ida em Dezembro de 2013, meu foco foi turismo de consumo e eu ainda vivia no Brasil na época. Enfim, chegou a hora de regressar a Orlando e finalmente visitar a “Disney”. Meu voo saiu de Nova Jersey, onde atualmente tenho residência. Tudo foi meio que de última hora e nossa viagem aconteceu em Dezembro/Janeiro como na primeira vez. Obviamente tudo ficou mais em conta, afinal, ganho em dólar. Porém, fica ligado nas dicas de onde se hospedar, comida, compras entre outros.



1. Hospedagem


Escolhemos o hotel Wyndham Garden Orlando Universal localizado na International Drive. Recomendo o hotel por ser novo e não cobram estacionamento. Estávamos a cinco minutos de padarias, supermercados e restaurantes Brasileiros bem como a Igreja Batista da Lagoinha. Nesta área também está localizado o Orlando International Premium Outlets para quem também vem aproveitar os preços do Tio Sam. Distância do aeroporto é de aproximadamente 20 minutos, parque Magic Kingdom 17 minutos e 5 minutos do Universal Studios de carro.


2. Deslocamento


Alugamos um veículo com antecedência. Retiramos e devolvemos no aeroporto. O total do aluguel por 8 diárias foi de $537.06, ou seja, em torno de $67 a diária, incluindo acesso ilimitado aos pedágios. Fiz a reserva através da plataforma do cartão de crédito. Saiu mais em conta do que com a própria locadora.


3. Alimentação


Prefiro a comida brasileira ao invés das “frituras” americanas. O self-service fica em torno de $17 por pessoa com direito a uma sobremesa e bebidas à parte. Praticamente almocei nos restaurantes brasileiros quase todos os dias, com exceção de quando fomos aos parques.


4. Parques


Adquirimos os ingressos para o Magic Kingdom com antecedência com a finalidade de evitar filas. Devido a pandemia faz-se necessário escolher a data que deseje passear no parque. O acesso ao estacionamento é bem tranquilo. Você estaciona na área de heróis ou vilões. Fomos os vilões, haha. A tarifa do estacionamento é de $25 por dia. Pegamos o barco na ida e o trem na volta para onde paramos o carro. O trem é mais rápido! As filas para qualquer atração são longas, como éramos dois adultos participamos de uma atração somente e assistimos aos desfiles dos personagens três vezes (acredito que acontece com intervalo de uma hora).


Os preços das mercadorias nas lojas do parque são astronômicos, mesmo para quem ganha em dólar. O arco de orelha do Mickey por exemplo custa $39 dentro do parque, porém, achei o mesmo item por $12 na drogaria Walgreens.



Orelha da Minnie $12.99 nas dorgarias.

Pra quem gosta de economizar como eu compre com antecedência. Escolha um look confortável. Optei por usar camisa de malha do Mickey, calça leggings e tênis. Também trouxe um boné, óculos e uma pochete para carregar celular, carteira etc. Trouxe uma sacola ecológica para carregar água, meu boné e minha câmera profissional.




Aconselho trazer uma mochila ao invés de uma sacola tiracolo. Um fato inusitado ocorreu quando estávamos na fila de acesso. Havia um casal com uma criança na frente e a mulher linda por sinal (parecia blogueira) estava vestindo uma roupa que deixava parte da barriga à mostra e um top bem decotado deixando exposto parte dos seios. Ela ficou detida devido ao look inapropriado, não sei se deixaram ela entrar, mas tenha em mente que os Americanos são um pouco conservadores nesse sentido. Verdade seja dita, achei desnecessário usar vestimenta sexy para um parque de diversões.


Existe uma opção variada de restaurantes dentro do parque. A maioria de comida Americana, ou seja, muita fritura, hambúrguer etc… Para ordenar qualquer tipo de refeição é necessário baixar o aplicativo da Disney. Há a opção de escolher o restaurante que deseja e a partir daí visualizar o menu. Eu optei por um cachorro quente vegetariano, uma das poucas opções saudáveis do menu.



Disney App


Mencionei que éramos dois adultos e optamos somente em ir ao Magic Kingdom e outros dois parques menores também localizados nas proximidades do hotel com valores mais acessíveis, aliás o que não falta é opção de diversão em Orlando. Outro parque da Disney que vale a pena visitar é o Disney Springs, parecido com um shopping. Oferece uma variada opcao de lojas e restaurantes.


Disney Springs






5. O que vestir


A temperatura estava agradável na transição de Dezembro/Janeiro. Vestidos, shorts, camisetas, calça jeans e tênis são obrigatórios, além de uma jaqueta para o início do dia ou final de noite.Partindo de New Jersey havia touca, calça térmica e casaco de inverno na minha mala. Há dias mais frios nessa época, entretanto não se fez necessário usar roupas pesadas durante minha estadia.


Vestido tomara-que-caia com rasteirinha.

Blazer para friozinho de final do dia.

6. Compras


Confesso que dessa vez minha intenção foi fugir do frio de New Jersey porém dei uma espiadinha no Outlet e acabei comprando uma bolsa da marca Prada, acredito que iria pagar o dobro na região de Nova Iorque/Nova Jersey. Definitivamente compensa comprar bolsas e acessórios de luxo na Flórida. Contudo, prefiro comprar roupas nos shoppings e outlets próximos a minha casa, são mais baratas e mais estilosas. Acredite, pago $1 dolar em roupas de marcas na minha região. Mas esse é um segredo que talvez eu conte um dia.


No geral, tive uma viagem super agradável. Fiz tudo sem pressa, mesmo que planejado de última hora. Deu até para curtir a piscina do hotel. Orlando é um destino que oferece uma extensa opção de diversão para adultos. Espero voltar em breve!